Como As Ivies Maquiam A Xenophobia de Trump

O objetivo do nosso blog não é de falar sobre política, mas na medida em que a administração atual se voltou contra os imigrantes, queríamos tomar um tempo nesse primeiro semestre do ano para reconhecer a importância dos imigrantes ao capital intelectual dos Estados Unidos. Embora o governo atual dos Estados Unidos não é amigo dos imigrantes, as principais faculdades do país estão ignorando as vozes que vem da Casa Branca, e estão procurando estudantes internacionais pouco representados no país, incluindo estudantes de renda mais baixa (nos baseamos no porcentual de recipientes do Pell Grant), estudantes minoritários sub-representados, estudantes de primeira geração (cujos os pais não frequentaram faculdade) e filhos e filhas de imigrantes.

 

Este artigo inspirador do New York Times conta a história de uma família que chegou dos Camarões ao Bronx há dez anos, sem sequer saberem falar inglês. Em vez de “enviá-los de volta para suas cabanas” (infelizmente, citação direta do presidente norte-americano) na África, as meninas chegaram a conhecer o Democracy Prep, uma escola pública no Harlem. Olhando mais para o futuro, em termos de aceitação em faculdade americanas, três das cinco irmãs foram aceitas para as Escolas de Ivy League (Yale, Harvard e Dartmouth).

 

A América representa o sonho de chegar no país sem nada para trabalhar duro. As universidades americanas, principalmente as do Ivy League, estão apoiando esta missão, ignorando as atuais leis e pronunciamentos anti-imigração da administração do Trump.

 

APOIO IRRESTRITO PARA ESTUDANTES IMIGRANTES

 

Também gostaríamos de salientar que quarenta por cento das empresas Fortune 500 foram fundadas ou co-fundadas por imigrantes ou crianças de imigrantes. Adicione a isso que, em 2016, de todos os vencedores do Prêmio Nobel vindo dos Estados Unidos, SEIS foram recebidos por imigrantes. Na verdade, desde 2000, 39% dos vencedores do Prêmio Nobel dos EUA foram imigrantes. O que a administração atual não consegue ver é que não há necessidade de tornar a América melhor (Make America Great Again) – os Estados Unidos é uma grande nação, e ela lidera o mundo em inovação e proeza científica graças às contribuições e colaborações dos cidadãos que são provenientes de todo o mundo. Com isso dito, boa sorte aos novos candidatos para Fall 2019!